quinta-feira, 2 de setembro de 2010

[TEXTO] QUAL A FUNÇÃO DO DJ RESIDENTE?






E ai, pessoal? Dando um role pela net, não achei nenhuma informação a respeito, então, começarei explicando qual a função do DJ residente em um club, casa noturna, bar ou boate, como queiram. Antes de tudo, uma residência é normalmente entendida como um espaço de moradia de um indivíduo ou de um grupo. No caso do DJ, é a casa (club, boate, etc) em que ele atua profissionalmente, com vínculo empregatício seja ele através de carteira de trabalho, contrato ou qualquer outro meio que comprove a sua efetividade perante a empresa.

O DJ residente é sempre um dos primeiros funcionários do club a chegar ao local, geralmente entre as 21h30 ou 22h00, dependendo da hora que a casa abra e um dos últimos a sair, por volta das 06h00. Eu sempre chego na Level, nesse horário, no máximo 22h30 e durante esse tempo até a abertura, 23h00, tenho que  checar todos os equipamentos que irei utilizar(CDJ, Mixer, Toca Disco) e fazer a passagem de som, além de dar o suporte para o DJ convidado, quando esse têm que instalar seu próprio set up, com antecedência (muitas vezes deixam pra instalar na hora que vai tocar).

Como residente da Level, tenho que estar todas sextas e sábados e nos dias que a boate abre para festas particulares, geralmente nas terças, quartas e quintas-feiras, totalizando em média semanal uma carga horária de trabalho de 20 a 30 horas, incluindo festas externas. Já tive experiência em dois segmentos da e-music, o underground, quando trabalhei no Hi-Fi, club onde tocava electro clash, techno, breakbeat  e drum’n bass e o mainstrean, no popular Incógnito e atualmente na Level, onde toco várias vertentes da dance e da house music.

Aqui chega o ponto mais polêmico deste texto, caros amigos. É muito fácil para um “guest DJ” ou “DJ convidado” que toca de 1 a 2 festas por mês passar horas e horas pesquisando, para não dizer copiando, os charts das lojas de música ou as top 10 mais tocadas pelos maiores DJs do mundo e simplesmente chegar no dia da festa, no melhor horário e ser “sucesso”.  Mas, quem vai preparar a pista das 23h00 e entregar bombando mais ou menos às 02h00, tendo muitas vezes que tocar o que não gosta abrir mão de seus produtores preferidos ou da linha de trabalho favorita, para incluir no set alguns sucessos descartáveis de rádio? O DJ RESIDENTE!

Quero deixar claro que não tenho nada contra DJ convidado, até porque sempre toco em outros clubs ou festas como guest, convido e tenho muitos amigos que recebo semanalmente na Level. A idéia deste post é unicamente passar pra vocês, para o público, para produtores de festas, para os críticos e principalmente quem gosta de música eletrônica, que o DJ residente é o coração de um club, ele quem dita o ritmo de dança e de consumo da casa, e merece sim, todo o reconhecimento, respeito, nome e foto no flyer.

Abraço e sucesso para todos!
Daniel Nóbrega aka Astek

4 comentários:

  1. Mt bem lembrado.
    infelizmente DJ's residentes, assim como os primeiros DJ's a tocar em uma festa, raramente são lembrados ou valorizados no outro dia, mas o que ninguém se toca é justamente o que vc falou, deixar a pista bombando pro Guest não é tarefa simples.

    valorizem essa galera

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Sucinto e na medida Astek, ser residente é uma tarefa árdua. Pensar a vida de uma casa a longo prazo, tomando todos os cuidados técnicos e de repertório, para não saturar, e ainda tendo que ferver a pista e o bar, não é nada fácil!

    ResponderExcluir
  4. Valeu por analisarem e comentarem aqui tambem, amigos. As palavras de voces tambem acrescentou no que tentei expressar. abs

    ResponderExcluir